Ginecologistas alertam para corrimento vaginal, se ele estiver assim o melhor é ir no médico

Corrimento vaginal é o nome dado ao líquido ou muco que sai do órgão se*ual da mulher. Esse muco causa um certo medo entre as mulheres e isso faz com que elas vá ao ginecologista para saber se está tudo normal.

Esse tipo de líquido pode ser muito normal entre as mulheres, mas a preocupação deve ocorrer se ela sentir coceira, ardor, mau cheiro ou outros sintomas que são muito desagradáveis. O corrimento vaginal varia de mulher para mulher, algumas tem pouco e outras tem muito.

A cor do muco vaginal também pode variar durante o ciclo menstrual da mulher e isso pode ser considerado normal. A cor pode ser branca, mas quando a mulher estiver próxima da menstruação, a cor poderá mudar para parecido com clara de ovo.

As cores branco-acinzentada, amarelo-esverdeada, marrom, amarelo-pus e rosa devem ser mais levadas a sério, alerta o ginecologista Jurandir Piassi Passos.

O volume do corrimento depende muito do ciclo menstrual da mulher. Em certos dias dos mês, o volume do muco poderá aumentar e o corrimento poderá até sujar as veste íntimas. Sabendo disso, listamos alguns sinais que não são normais para que você possa ir ao médico e, possivelmente, se tratar de alguma doença infecciosa ou até mesmo DSTs (Doenças Se*ualmente Transmissíveis).

Você percebe uma coceira na vulva e na entrada da vagina

Vermelhidão
Ardor
Inchaço na pele vulvar
Cheiro forte
Mau cheiro
Sangue
Dor abdômen
Dor pélvica
Dor durante a relação se*ual
Ardor ao urinar
De acordo com Passos, as principais causas para o corrimento vaginal são as infecções, doenças dsts, hábitos de higiene desfavoráveis, relação se*ual sem camisinha, produtos de higiene, alteração do PH vaginal, menopausa, entre outras causas.

Na maioria dos casos, os corrimentos são causados por desequilíbrio da flora vaginal.

Fatores de risco

O corrimento vaginal é mais frequente em mulheres que usam bastante a pílula anticoncepcional, que fazem se*o sem camisinha, têm diabetes, estão na menopausa ou têm imunidade baixa.

Tratamento

O tratamento irá depender da causa do corrimento vaginal, explica o ginecologista. Em alguns casos, a mulher só precisa tomar alguns remédios ou passar alguns cremes. Em outros, como as DSTS, a mulher terá que se submeter ao tratamento concomitante. Às vezes, em alguns casos, as mulheres terá que ficar um período sem fazer se*o.

Se você estiver suspeitando que haja algo muito errado com o seu corrimento vaginal, vá ao ginecologista e não tente se medicar através de remédios caseiros encontrados na internet. Não há como comprovar que você tem algum tipo de doença sem um exame ginecológico. O exame é a melhor forma de saber se você está correndo algum risco, pois ele aponta a verdadeira causa do corrimento vaginal.